14º Prêmio Atabaque de Ouro

A Curimba vencedora do 6º Festival Paranaense de Curimbas, da Tenda de Umbanda São Jorge Guerreiro de Umbanda representou o nosso estado no 14º Prêmio Atabaque de Ouro apresentando a cantiga “Força de Oxum”, composta e interpretada pelo Pai Pequeno/Ogã Nereu. A Tenda, sob o comando da Mãe Mara de Ogum, festejou os seus 60 anos em 2018 e era estreante, tanto em festivais quanto no Prêmio.

O Atabaque de Ouro é uma iniciativa do ICAPRA no Rio de Janeiro, idealizado e coordenado por Marcelo Fritz que não pode participar do evento por conta da legislação eleitoral, mas ficou muito emocionado com o sucesso do evento que envolve Curimbas de vários estados do Brasil.

O evento ocorreu na quadra da Escola de Samba Grande Rio – Duque de Caxias – RJ) que encheu-se de cultura afro-brasileira, da história dos negros e dos Caboclos brasileiros, muita curimba e muito Axé!

Ao final do festival O Atabaque de Ouro foi para a Irmandade Umbandista Luz da Aruanda (IULA) de Duque de Caxias com a cantiga “Caboclo Gira Mundo – A folha fala quem é”, composta e interpretada por Duda Cigano, sagrando-se Bi-Campeão do evento, que ainda levou o prêmio de “Melhor Maquiagem”.

O Atabaque de Prata ficou com José Carlos de Oxóssi com a cantiga “Padê de Exu”, que levou também o troféu da categoria “Campeão dos Campeões dos Festivais”.

O Atabaque de Bronze ficou com o Grupo de Curimba – JPA com a cantiga Velho João.

O 14º Prêmio “Atabaque de Ouro” também premiou outras categorias. Melhor Curimbeiro – Marcelo Passos; Melhor Torcida – Tenda Espírita Ogum; REVELAÇÃO – Tenda Espírita São Jorge Guerreiro de Umbanda de Curitiba, Paraná; Melhor Festival de 2017 – Aldeia de Caboclos; Melhor Intérprete – Beatriz Nascimento; Melhor letra – Juli Salles; Melhor Coreografia – Luz de Odara, Melhor Figurino – Luz de Odara. O Pai Ivo de Carvalho recebeu uma homenagem especial da “Voz Veterana do 14º Prêmio Atabaque de Ouro.

Parabéns a todos os grupos que participaram, a maior vitória é estar lá. Ao Babá Marcelo Fritz, aqueles que anonimamente organizaram o 14º Atabaque de Ouro, aos expositores que acreditaram que era possível fazer e principalmente a plateia que lotou a quadra da Grande Rio.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *