Parabéns Curimba do Terreiro Tio Antonio, Campeã do 10° Prêmio Atabaque de Ouro.

Por

parabéns_tta_2014

Final de semana intenso e repleto de emoções. A Umbanda do Paraná, mais uma vez, esteve representada no 10° Prêmio Atabaque de Ouro, só que dessa vez em dose tripla. Invadimos o RioSampa em Nova Iguaçu/RJ, com a Curimba da TUFOY do Pai Edson de Oyá, “Campeã das Campeãs” de 2013, que ficou com a missão de fazer a abertura e o encerramento do evento, até a premiação.

Dentre as 15 concorrentes, algumas estreantes outras veteranas, estavam as Curimbas do TUROMM, do Pai Claúdio, campeã do 4° Festival Paranaense de Curimbas e do Terreiro Tio Antonio, do Pai André, vice-campeã.

A cada apresentação, o público presente era brindado com cantigas maravilhosas e performances de tirar o fôlego, o que dificultava o trabalho dos jurados, que deveriam atribuir notas para os quesitos, melhor letra, melhor melodia e melhor interpretação, além de julgadores específicos para outros quesitos, como melhor coreografia e melhor curimbeiro.

Dentre os muitos momentos emocionantes, merece um destaque especial a apresentação da grande intérprete Verônica Vasconcelos, que ainda se recuperando de grave enfermidade, apresentou a cantiga “Nego de terno branco”, homenageando Sêo Zé. Fazemos questão de parabenizar a Verônica, que os Guias de Luz mantenham sempre acesa essa sua força de vontade e Fé!

Mas grandes emoções ainda estavam por vir, dentre aquelas que mais empolgaram o público e os jurados, destacamos, “Léo Batuke” com a cantiga “Águas Sagradas”; a “Curimba do Terreiro Tio Antonio”, com “Não só prá falar das Marias”; “Márcio Barravento” com a “Panela do Segredo”; “Zé Carlos de Oxóssi, Mano Lopes e Afonso de Xangô” com “Canto a duas Marias”, “TUROMM” com “Iansã de Balé” e o “Grupo Emoriô” com “Encantos da Senzala”.

Ao final, registramos com orgulho as duas premiações para o TUROMM, de melhor coreografia e melhor curimbeiro e o Bi-Campeã das Campeãs da Curimba do Terreiro Tio Antonio, que já tinha ganho em 2011 coma cantiga “Curimba de Terreiro”.

Desde que o nosso estado começou a participar do Atabaque de Ouro, em 2011, só temos a comemorar, foram três títulos de Campeã das Campeãs em 4 edições (Tio Antonio em 2011 e 2014 e TUFOY em 2013), isso só reforça a certeza da evolução das nossas Curimbas e o acerto da FUEP em promover os festivais paranaenses.

Entretanto, da mesma forma, acreditamos que os maiores vencedores são os Umbandistas do Paraná, e a própria Umbanda, que se fortalecem com mais cantigas e mostram ao conjunto da sociedade a sua face mais aceita, a sua musicalidade, colaborando, dessa forma com a preservação dos nossos valores culturais e contribuindo para a diminuição do preconceito e da discriminação!

Saravá a Curimba do Terreiro Tio Antonio. Saravá todas as Pretas-velhas da Umbanda!

Compartilhar