Umbanda 111 anos, muito a comemorar e muito mais ainda por fazer!

Hoje é um dia de festa, para a Umbanda e para os Umbandistas.

Dia Nacional da Umbanda é comemorado anualmente em 15 de Novembro, e foi oficializado pelo Decreto de Lei nº 12.644, de 16 de Maio de 2012, assinado pela então presidente Dilma Rousseff.

A data, entretanto, já era comemorada por milhares de Umbandistas em todo o país há muito tempo, pois foi nessa data em 1908, que o Caboclo das Sete Encruzilhadas, incorporado no Médium Zélio Fernandino de Morais, anunciou a nova religião.

Em Curitiba, a data já era oficial desde 2004 quando a Câmara de Vereadores de forma precursora aprovou a data no calendário municipal e em 2009 na Assembleia Legislativa do Estado do Paraná consagrou a data como “Dia da Umbanda e do Umbandista”.

A data celebra a Umbanda, a religião brasileira, criada a partir da miscigenação do catolicismo, do espiritismo e das religiões de matriz africana de onde vem os Orixás e das tradições de origem indígena. Assim, reproduz a rica diversidade social e cultural brasileira.

Vive-se um momento de exacerbado preconceito e discriminação contra as religiões de matriz africana em todo o nosso país. Dessa realidade emergem ações que precisam ser discutidas e implementadas por todos os fiéis e praticantes da Umbanda, do Candomblé e das demais, com o objetivo de diminuir a perseguição sofrida.

A primeira é unificar a luta pelo reconhecimento pleno das religiões, o mote deve ser “Unidade na Diversidade” priorizando o que nos une. E a segunda é eleger representantes das religiões de matriz africana nos parlamentos municipais, estaduais e federal. Em 2020 teremos eleições municipais e é chegada a hora de termos vereadores defendendo a causa Umbandista e Candomblecista. É um primeiro passo importante para a legitimação das religiões de matriz africana.

Saravá Umbanda. Umbanda Saravá.

Compartilhar

Posts recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *